quinta-feira, 22 de março de 2012

Jurema das Matas de Mônica de Castro e Leonel

Rosa apaixonou-se por um artesão, um homem simples. Seu pai, no entanto, não aceitou este romance e obrigou a moça a casar-se com Alejandro, um homem rude e ambicioso. Eles moravam no sul da Espanha, mas logo mudaram-se para Cuba. O objetivo de Alejandro era enriquecer e foi em busca do tão alardeado ouro nas terras recém descobertas do século XVI.

Não encontrando o que buscava em Cuba, o marido de Rosa parte para o México em um expedição para caçar índios, os maias e astecas que habitavam a região quando o conquistador espanhol chegou e que foram dizimados. Durante sua aventura, Alejandro deixa sua esposa Rosa, a quem não confia, aos cuidados de seu melhor amigo, Lúcio. 

As decisões equivocadas motivadas pelo orgulho e arrogância traçam o rumo da história destes personagens que vão encontrar-se muitas vezes depois, em outras terras, ao longo dos séculos. E assim, nossos personagens vão ganhando experiência e conhecimento a caminho do amadurecimento.

Monica de Castro
Mônica de Castro nasceu no Rio de Janeiro em 10 de Julho de 1962. Monica é formada em direito e uma apaixonada por literatura. Começou a psicografar, muito naturalmente, as mensagens de seu guia Leonel. Jurema das Matas foi publicado em 2012.