sábado, 27 de julho de 2013

A Hospedeira de Stephenie Meyer



Não tem como não se apaixonar por Peg. Peregrina. Peg é só para os íntimos.

A terra foi invadida e tomada por seres alienígenas. Os humanos nem se deram conta do que estava acontecendo. Os seres vindos de outro planeta, chamados de almas, eram sutis, bondosos e sabiam fingir, se misturar com os habitantes da terra. Quando eles se deram conta do que estava acontecendo, já era tarde demais!

Será que era mesmo tarde demais? Estes seres, parasitas, parecidos com... Com o que mesmo? Centopeias? Talvez! Estes seres podiam surpreender. Como Peg, a Peregrina, que já havia habitado muitos mundos.

Não tem como não apaixonar-se por sua bondade, por seu senso de justiça, por sua forma de ver a vida, por sua delicadeza. Claro que ela faz uma dupla e tanto com Melanie, a dona do corpo que Peg tomou para si. Sim, elas formam uma boa dupla, com temperamentos tão diversos. Duas mentes em um só corpo!

E haverá resistência por parte dos humanos. Eles não entregarão seu planeta, e seus corpos, de forma tão fácil não. Os que escaparam vão lutar para sobreviver.

É uma história sensacional. Não espere um amor ao primeiro capítulo. Não. É um amor que vai sendo construido ao longo de cada página, de cada momento. Mas quando a gente menos espera já foi tomado de amores e não consegue mais largar a história, não consegue mais viver neste mundo, apenas no mundo deles: de Peg, Mel, Jared, Ian, Jeb, Jamie... Não tem problema. Apenas renda-se e aproveite, porque quando acabar a saudade será imensa!

Stephenie Meyer nasceu em 24 de Dezembro de 1973 em Connecticut e cresceu no Arizona com cinco irmãos. Cursou literatura inglesa na Universidade Brigham Young, em Provo, Utah, onde se formou em 1995. A Hospedeira foi lançado nos Estados Unidos em 2008 e no Brasil, no ano seguinte.

Título: A Hospedeira
Autor: Stephenie Meyer
Ano: 2009
Editora: Intrínseca
Título original: The Host